“Vira-lata, sem coleira e sem patrão”

Eduardo Giannetti da Fonseca

Resumo


Na entrevista a seguir, Giannetti ressalta os aspectos positivos da cultura brasileira
e defende uma visão de país voltada para o desenvolvimento humano. “O futuro do Brasil, em última instância, vai ser decidido não nas reuniões do Copom, nas decisões do BNDES ou nas profundezas do pré-sal. Vai ser decidido nas milhares de salas de aula espalhadas pelo país.” Tudo isso sem perder o espírito único e livre do brasileiro. Ou como dizia um samba que fez sucesso na voz de Carmem Miranda em 1937: “Eu gosto de cachorro vagabundo, que anda sozinho no mundo sem coleira e sem patrão”.


Palavras-chave


Cultura brasileira; Desenvolvimento humano; Economia

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ESPM - Biblioteca Graduação - biblioteca-sp@espm.br - São Paulo - SP