Atrás do consumidor só não vai quem já morreu

Armando Ferrentini

Resumo


Só a propaganda como a conhecíamos até o advento do digital, não bastou para vencer a batalha gerada pela caça incessante ao consumidor, que o mercado tem praticado nos últimos anos. Assim, a mesma tecnologia que facilita a comunicação das marcas com os indivíduos impôe um desafio grande aos anunciantes ao dar início à era da busca pela influência da opinião pública. No futuro, que já está sendo hoje construído, o anunciante não sera mais a mensagem. Ela será de domínio público, e aí a outra era começa.

Palavras-chave


Marketing; Comunicação

Apontamentos

  • Não há apontamentos.




ESPM - Biblioteca Graduação - biblioteca-sp@espm.br - São Paulo - SP